Matemática em Foco

Como facilitar o ensino de matemática

Por favorlogarouregistrarpara curtir postagens.

Adequar o pensar Matemático enquanto ciência na disciplina Matemática pode ser um dos maiores desafios do processo de aprendizagem, que pode se apresentar no processo de ensino para o professor e o de aprendizagem para o aluno.

Sabendo dessa dificuldade, quais ações podem ser propostas para estimular o ensino? Estratégias diferenciadas são bem-vindas nesse cenário, certo?

No Canguru de Matemática, acreditamos que a construção do pensar Matemático pode acontecer de diversas formas. Uma das maneiras importantes de estimular essa construção é com a utilização de materiais concretos em sala de aula ou em casa.

Em outras palavras, materiais que as crianças possam manipular, pegar com as mãos, associando o pensar Matemático na vida concreta, tornando a aprendizagem mais significativa e prazerosa.

O material aplicado destaca o potencial lúdico da Matemática, promovendo o pensamento operacional concreto, que começa a se manifestar em média por volta dos sete ou oito anos. Além disso, os materiais físicos podem ser muito úteis para dar uma dinâmica diferente em sala de aula em algum assunto que precise de análises mais concretas, como, por exemplo, geometria.

Assim, as ações mentais passam a ter uma referência física. Sair do campo da abstração e se aproximar do campo físico, em alguns assuntos da Matemática, é essencial para a compreensão.

Afinal, isso faz muito sentido. E sabe por quê? Justamente porque, como se diz “A matemática, é uma ciência que tem a sua origem relacionada com a necessidade de resolver problemas cotidianos” (ALVES, 2008 p. 98).

E se usarmos o cotidiano ao favor do ensino e de acordo com a realidade do grupo de crianças que estivermos ensinando?

Joaninhas e as mensagens
Vamos falar sobre as meninas e a Matemática?

Reações

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *